Arquivos

Arquivo mensal: março 2010

Há pouco mais de um ano eu louvava Johnny Alf em vida: http://klaxonsbc.wordpress.com/2009/01/30/johnny-alf-vivo-e-muito-bem/

Nesta tarde Alf nos deixou. Morreu aqui ao lado de casa, em Santo André, onde vivia há alguns anos em uma casa de repouso. Johnny não foi um mero “precursor da bossa nova” como o senso comum preguiçoso costuma pronunciar em clichê. Ele foi antes de tudo, o criador de sua peculiar e singular música.

Se o establishment da bossa nova não o aceitou ou demorou a aceitá-lo, azar da bossa nova.  Quanta coisa bonita Johnny Alf compôs:

Nós

Nós que revidamos a tristeza juntos
e alimentamos a beleza juntos
pra progredirmos em fazer amor!
Nós que agradecemos à emoção traçada,
conjeturando em sensações caladas
pelos tributos do sorriso e dor.

Olhos Negros

Olhos negros
Negros são os breus se não são meus ao meu olhar
Olhos negros
Por não serem meus serão do mar
Mares negros
Mares negros
Eu te mergulhei por serem bons de navegar

Seu Chopin, desculpe!

“Seu” Chopin, não vá ficar
Zangado e ressentido
Pela divertida união
Que fiz de sua inspiração
A três tempos de um chorinho meu

“Seu” Chopin, não vá pensar
Que estou me aproveitando
De seu nome projeção
Mas sua cooperação
Valoriza este chorinho meu !

E lá se vão tantas outras. Cada música de Johnny Alf deve ser ouvida com a atenção e o carinho com que ele construia suas improvisações, melodias e harmônias geniais. Morte sentida, morte de um pedaço da música brasileira.

Tchau, Alfredo José da Silva…


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.219 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: