“Anomia”


Desde o anuncio oficial da reeleição de Dilma Roussef (26/10/2014), começamos a nos enredar numa narrativa triste e limitada no dia a dia da política.

Não se cria, não se vislumbra horizonte, as utopias foram definitivamente abandonadas e prevalece o medo, a perplexidade e o imobilismo.

Parece a descrição empobrecida de um filme de suspense ou/e terror? É bem provável.

Num mundo onde os personagens se alternam entre aécios, moros, jucás e temers, o que esperar?

Um cotidiano empobrecido, onde as únicas emoções ficam circunscritas às manchetes e leads viciados e aos debates fadados à incompletude e ao niilismo.

O mundo da política brasileira fenece e parece apenas esperar o novo escândalo para se fazer presente.

Anúncios
1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: